https://sonhospoesiaseversos.blogspot.com

quarta-feira, 29 de julho de 2020

OS TEUS SEIOS


OS TEUS SEIOS

Raymundo Cortizo Perez

>> Sei os teus seios,
sei-os perfeitamente
doces
os teus seios.
Sem receios
saboreios.
Os teus seios,
beijei-os
ardentemente
em mil e um enleios.
Os teus seios,
sei-os.

...............

Os teus seios
são dois poemas de amor
feitos de desejos.
Transbordam
taças de vinho
em teus seios
mel
doce
sensualidade
cobiça e sedução...
Os meus anseios
e devaneios...
O destino é um laço
que me enlaça aos teus pés.

...............

Os teus seios
são o que
os seios tem de mais belo,
de lindo,
de sensual,
cobiças
e desejos...
Afinal, uma mulher começa pelos seios.

...............


>> Benditos sejam
os belos seios,
fontes de mananciais
Benditos sejam
os belos seios,
tão belos e divinais.
Benditos sejam
os anseios
pelos belos seios,
desvaneios...

..........................

>> O que os olhos não veem,
a imaginação enxerga três vezes
mais e melhor:
os seus seios enfeitados pelo decote.

...........................

>> O decote
enfeitando aqueles belos
e fartos seios,
abatia de uma só vez
a cobiça dos olhares
e o ciume do marido.

...........................

>> Ele não amava Elena Ohara.
Era enfeitiçado pelos seus seios
cheios cheirosos voluptuosos.
Elena Ohara, morreu atropelada
quando atravessava a rua.
Ele guardou todos os seus sutiãs.

..........................

>> Prefiro os seios fartos voluptuosos
e exuberantes.
Não me importo se são ricas ou pobres,
diplomadas ou não,
se putas ou filhas de putas.
Gosto das peitudas que cursam letras na USP.
Das sobrinhas das tias pudicas,
carolas e das taradas de qualquer estado brasileiro,
branca ou negra, ruiva ou mestiça.
De todas as nacionalidades...
Das simples e das sofisticadas...
De Copacabana e das comunidades...
Gosto das tímidas e das atrevidas abusadas
que gostam de demostrar,
quanto gosto das que se comportam de inocentes
e são maliciosas deixam cair algo
e se abaixam e se levantam lentamente
e disfarçadamente olha para ver que está olhando.
Amo os lindos seios das solteiras e das casadas.
Seios sensuais é pura sedução,
uma mulher começa pelos seios...

..........................

>> Se por mim és amada ou não,
não é uma questão,
sem rodeios
eu te peço, 
deixa-me beijar os teus seios.

...........................

>> Meu verso é da cor do vento,
transparente como o tempo
e tem cheiro suave, o cheiro do teu perfume,
cheiro da tua beleza e advinha pensamento.
Fala em silêncio e traz a tua lembrança,
é da cor dos teus olhos pequeninos, tão lindos,
tão negros e tão belos,
olhos negros pequeninos como um minúsculo
beija-flor beijando a flor,
é um poema de amor os teus olhos negros miúdos,
o teu corpo moreno é o meu caminho em Havana,
os teus seios...

..........................

>> Na areia
não quero apenas a sereia,
Antes de querê-la toda,
primeiro quero os seios
sem enleios
da sereia
na areia.

.......................

>> Beijo dos teus seios benditos
o manancial bendito.
Acariciarei
os teus alvos seios...
Saciarei
os teus mais ínfimos desejos
que tens em teus seios de frutos sazonados.
Ah... graciosa...
Oh... amorosa...
Cheirosa
quero os teus seios...
sim, sempre serei o teu amante secreto,
sempre serei teu, sempre serei...
Sempre serei ao mesmo tempo
o teu príncipe e o teu vassalo,
mas dos teus seios cuidarei eu,
sou dono deles
sem quê e nem por quê.

.......................

>> Com as minhas mãos leio
 poemas nos teus seios.
Com beijos escrevo outros
nos desejos fumegantes do teu cálice.
Pétalas perfumadas e poesias
não te dou,
não dou porque és
poemas e flores,
os teus seios...

..........................

>> Há catedrais
em teus seios de perfumadas flores,
vitrais,
águas nascentes
e sementes
plantadas pelo meu olhar.
O mistério leio e releio
em teu íntimo amanhecer
no alvorecer
do teu cio
quando navego nas ondas revoltas
do torpor do teu corpo.
Os teus olhos expressam
muitas entonações de variadas matizes.
Em teus lindos seios hasteei a poesia.

......................

>> Benditos sejam os belos seios,
mananciais cristalinos do amor.
Benditos sejam os belos seios,
tão divinais e belos,
quanto belos e divinas são os teus seios,
benditos.

...........................

>> Do corpo da mulher o mais belo e precioso
são os seios rígidos, firmes e pontiagudos, fartos...
É o que há de mais sensual é a faísca sexual.
Doce recanto, encanto dos desejos,
canto da harmonia sedutora...
É o que me chama a atenção da cobiça,
e se tanto amo,
quanto ainda mais amo se amo mais amo ainda.

...........................

>> Os teus seios quentes,
frementes,
exigentes,
vibrantes,
amantes,
escaldantes,
maduros
e seguros.
Os teus seios redondos,
desnudos, 
pontiagudos,
duros
de luxúria e de paixão,
gulosos de tesão,
crescidos,
rijos,
entumecidos
de desejos e de prazer.
Os teus seios
são todos os meios
do meu martírio,
lírio,
perfume 
do ciume
que me desequilibra,
mais não caio
acalmo
e calmo
me equilibra
os teus seios,
vivo pelos teus seios.

..........................

>> Eu voltei
e vejo que as meninas cresceram,
pernas roliças morenas lindas,
seios rígidos volumosos e belos.
Olhares faiscantes e incandescentes, maliciosos,
meninas que se tornaram mulheres,
cabelos dourados pelos ventos do outono,
olhos claros penetrantes,
cinturas finas...
o corpos de pétalas perfumadas
em seus limites do sensual e do belo que seduz
arfando sonhos inconfessáveis.
E no infinito olhar que guarda segredos,
os segredos de quando fazíamos a lenta noite do amor
no mar de desejos de seus seios perfeitos.

............................

>> O nosso amor secou.
Sim, ele secou.
Secou mais rápido
que o esperma jorrado
sobre os teus seios,
espanhola...

.............................

>> Os teus seios:
céu e sol,
ventos e montes,
rios e fontes,
jardins e florestas,
primavera em flores,
combustão em chamas de amores,
embelezam a terra,
enternecem o céu,
os teus seios...

.............................

>> O vento soprava a cortina
e entrava pela janela e ela nua,
espreitava-a a lua...
Toda serena a sereia estendida, deitada.
Ferviam de desejos os duros seios,
fervilhavam e remexiam os hormônios e sonhos.
Enrijeceu
a inspiração ao ver a nudez de seus seios,
a poesia enfureceu...
Com os olhos cheios
docemente os mirei,
beijei
aqueles alvos seios
em devaneios e devaneios,
os teus seios...

...........................

>> Só por um instante,
por um momento dá-me os teus beijos
e os teus seios
e o ardente corpo moreno e santo, puro.
Dá-me os teus seios
e o cheiro e o gosto do teu cio,
enquanto penso que sou
quem gostaria de ser
entre os teus seios.

.........................

>> No vento dos anseios
voam sonhos
nas flores dos teus seios.

.............................

>> O teu cio é o verso,
o desejo é a inspiração,
os seios, o universo.

............................

>> Não posso dizer-te em inglês que te amo.
Tu és a única coisa preciosa que possuo.
Não quero estar em Harvard falando em inglês
com aquela loira nojenta,
falar em inglês that the smell of it hurts my nose,
(O aroma dela fere o meu olfato).
Quero estar bem pertinho de ti
sentindo a carícia suave de sua mão
que uma me acaricia o rosto, a barba,
enquanto a outra, lentamente me faz carinho no pênis.
Afora isso,
é uma má digestão tanto do leite quanto do pão,
então prefiro a maciez dos teus seios.

............................

>> Negra, bela negra, infinitamente mulher,
és deusa da beleza, és ouro e nobreza.
Os teus seios pétalas negras,
plumas negras,
orquídeas negras são os teus seios,
seios negros,
seios escuros,
puros,
brilhantes,
firmes e duros,
frutos maduros,
cheirosos,
seios perfeitos.
Em tuas plumas, pétalas  e pérolas
dos teus negros seios,
o amor encaixo,
sou o teu homem, o teu poeta, o teu macho,
e mais que isso, sou o que te ama.

.........................

>> Seios,
seios nascentes,
seios poentes,
Os teus seios brilham
no horizonte nu.

........................

Eu desejo sem receios
o teu corpo nu, toda nua;
a exuberância dos teus seios
da alva ao sol-pôr.
Quero o teu corpo e o teu amor
de lua a lua
e saciar os meus febris anseios.

......................

Nos teus seios,
leio poemas com os meus beijos,
com as minhas mãos escrevo outros
nos desejos fumegantes do teu cálice,
onde saboreio o vinho do prazer.
Pétalas perfumadas e poesias não te dou,
não te dou porque és, e os teus seios são.

VISITE OS SITES:
https://www.recantodasletras.com/br/autores/raymundocortizoperezfilho

...........

https://www.luso-poemas.net/userinfo.php?uid=22597

............
https://www.luso-poemas.net/modules/news/index.php?uid=22597

Pin em Lindas


terça-feira, 21 de julho de 2020

AROMA DE CIO POEMAS ERÓTICOS II

AROMA DE CIO POEMAS ERÓTICOS II
Raymundo Cortizo Perez
Imagem
⟱⟱


1⏭⏭Só eu conheço o código do teu corpo,
o meu corpo e o desejo a ti pertence,
Ninguém me faz sentir o que tu faz,
e ninguém te faz sentir e ser o que te faço:
Não te quero santa, não te quero pura,
Te quero puta, cadela vadia...
Te quero depravada, despudorada, tarada.
Quero a tua luxúria e a plenitude do teu gozo,
incendiando a labareda do tesão.
Quero a tua malícia disfarçada de boa menina,
que sabe provocar, sem suspeitar.
Te quero exibicionista...
Te quero faminta e insaciável,
Quero ter o teu paraíso e ser o teu céu:
O paraíso do desejo e o céu do prazer.

⟱..........⟱

2⏭⏭Eu penso na solidão dos gays,
e nas suas imensas noites,
que de modo humilhante querem ser fêmeas.

Igualmente penso nas lésbicas
e na inquietude do sonho
de não ser macho e nem ser fêmea;
porém, a alma voa, a alma soa.

Penso e repenso nos travestis,
na ambiguidade de não ser homem e nem ser mulher,
mas agem como macho e agem como fêmea.

Sexo não define caráter;
portanto, cada um na sua,
o devido respeito a todos.

A minha praia é as putas,
amo as putas - todas as putas,
mas a puta que mais amo é a prostituta:
resoluta e segura de si,
mas na fragilidade da noite, chora de dor.

⟱..........⟱

3⏭⏭O teu corpo medem 105 beijos,
49 minutos, 8 e mais 6 mordidas:
pescoço, orelhas, nuca, cochas,
seios, ventre, umbigo, boca.
A gruta de água límpida e pura,
é sorvida de baixo para cima,
de cima para baixo.
Tu és o universo do desejo e do prazer:
frente e verso, anverso e o reverso,
és melhor que o mundo.
Porém, tu tens medo do teu tamanho diminuir,
por isso, todas as noites. faz sempre igual:
Toda nua e cheirosa, balbuciando palavras desconexas,
tenuemente, tremendo, pede para ser medida...
O lindo corpo cura feridas,
tem vitaminas e tem proteínas.
É uma como uma água que é para matar a sede,
mas quanto mais se bebe, mais sede sente...

⟱..........⟱

4⏭Quem a vê no dia a dia,
 não pensa e sequer imagina,
que o porte de senhora e dama,
comportamento de madame, recatada e do lar,
nem sonha quem és de fato.
Tudo se desfaz quando se revela na cama:
obscena, atrevida e abusada,
sem pudor e sem pecado,
suplica para ser estocada,
e a cada golpe grita e se contorce,
mas nada te nocauteia,
És uma senhora puta,
 - uma mulher muito amada,
mas também bem resolvida,
sempre disposta e pronta
 para tirar a roupa e para ser comida.

⟱..........⟱

5⏭⏭No espelho da tua cara, reflete a tua tara:
Sensual e lânguida, sedutora e muito mais...
O teu olhar fala mais que mil palavras.
Em teus lábios trêmulos, carnudos,
vermelhos iguais as romãs e maçãs
beijos molhados brilham de sede.
Abusada se deixa ser usada...
Ousada, sabe como usar...
Tuas mãos suaves como as plumas,
macias como sedas, percorrem mapeando,
todo o meu corpo  é seu, aos toques da carícia,
com malícia e maestria enrijece, e ereto,
num golpe selvagem domina e doma-a
no teu ritmo delirante,
 ou ora suave e compassado.
Os trovões e relâmpagos
 do desejo anunciam a chegada da chuva,
e aos urros e gemidos,
 a tempestade chega e inunda...

⟱..........⟱

5⏭⏭O teu olhar me seduzindo
o meu despindo
o teu corpo lindo.

⟱..........⟱

6⏭⏭Que coisa boa e muito louca,
língua com língua se enroscando
e misturando a saliva na boca.
...........

domingo, 19 de julho de 2020

AROMA DE CIO POEMAS ERÓTICOS



AROMA DE CIO
Raymundo Cortizo Perez

⏩São ardentes. quentes, calientes...
São indomáveis, insaciáveis...
Eles se querem e se bebem
e se lambem,
ele o cio, ela o semên.

............

⏩Linda,
sensual e poderosa,
selvagem e sagrada.
Despudorada, luxuriosa e santa, profana.
O seu corpo é sacrossanto templo do prazer:
cheirosa e orvalhada como uma linda rosa,
espalha pelo ar,
o aroma de seu cio.

..........

⏩Só por um momento, dá-me os teus beijos,
os teus seios,
o corpo moreno ardente,
o aroma do teu cio,
enquanto penso que sou,
quem eu gostaria de ser.

...........

⏩Quero-a nua,
mas quero ainda mais...
sobretudo, quero-a despida 
de todos os pudores e tabus
e de tudo que poderia impedir
a entrega completa e total.

...........

⏩Quando eu ainda te queria
nunca disse que me queria,
ficava nua, mas não despia a alma,
então, como poderia ser minha?
Hoje, me acusa de ter outra,
sim, eu tenho, não sou hipócrita.
Ela me entrega o corpo e me entrega a alma,
e é recíproco.
Sempre quis alguém que fosse o meu espelho:
Que incendiasse o tesão e sentisse amor,
que ao pensar o pensar,
o meu falo ficasse rijo em riste,
e minha alma em suave harmonia
compassasse os ritmos do meu coração.
Hoje, é assim, e eu canto:
Sofia, meu encanto, o nosso amor é um canto.

...........

⏩Eu quero o silêncio das palavras e o que diz o teu olhar.
Eu quero a tua boca, da tua boca a língua,
da tua língua os beijos,
quero os teus beijos percorrendo milimetricamente
o meu corpo, suavemente o talo,
serpenteando caprichosamente o meu instinto de fera,
desvendando a minha nudez.
Quero os teus segredos de mulher,
quero os teus quadris macios,
quero o teu cio na noite dos teus desejos,
- o espaço e o tempo das tuas taras 
sem limites de tesão,
no alvorecer dos gemidos ao raiar do suor.

..........

⏩Estes versos,
eu os escrevi em homenagem
a tua gostosa bunda,
que sempre desejei - nunca comi.

..........

⏩O que mais quero, ó minha Musa,
é em cada verso beijar a geografia do teu corpo,
com o carinho de minhas mãos incendiar-te
e em forma de conchinha ficar encaixado em teu quadril.
Umedecer-te a boca como chuva de inverno, 
como gelo derretido.
Ser o único poeta que lê os versos do teu olhar,
e que chega em teus seios de seda
e se enreda pelos teus pêlos negros,
e que entre prosas e rimas nos mordamos a alma
arrancando silêncios, silêncios que calam,
silêncios que gritam, silêncios gemem,
gemem quando entramos na plenitude dos desejos,
sob lenções, sob folhas brancas, sob a eternidade da noite.
Doce eflúvio matinal, madrigal cálice de linda rosa.
Minha Musa de beleza infinita, delicada,
vamos beber da luxuria na taça da paixão madura,
embebedamos até a última gota
que nossos corpos extenuados podem oferecer.
Somos a afinação da mesma música,
nossos desejos brotam como brotam
das rochas a água dulcíssima,
como brotam lágrimas de felicidade,
somos das rosas, o mesmo orvalho,
vamos viver os nossos desejos
como fôssemos morrer em cada entrega,
eu como o teu poeta, e tu, como a minha Musa.

..........

⏩Nada foi feito com segunda intenção,
apenas cruzou as pernas
e ao cruzar, vi a sua calcinha preta e os detalhes...
Um minúsculo ninho louro, dourados como o sol.
Eu fingia que nada tinha visto,
Ela via que eu fingia e sorria,
sacanamente sorria da minha situação.
Ela percebia que o meu volume ficou rijo
e louco e evidente vidente.
Foi o puco do pouco.
Contudo, o nosso olhar se cruzou
o tempo todo e se fez cúmplice e réu confesso,
que fez de um instante,
sonhos de desejos se tornarem amantes.
O sonho nu, vagou e perambulou perdido,
desesperadamente por toda a festa
e pela fresta se molhou.

..........

⏩Desfaleça-se em meus braços,
solte a blusa, o sutiã, a calcinha.
Soluce e gema entre nós e laços.

..........

⏩Somos, languidamente loucos e devassos.
Desatamos nós e fazemos laços.
É a lei dos desejos: sexo bom é sexo com tesão.
luxúria consensual - fome e sede sexual,
desejos que se afloram, lascívia com perversão,
carícias que devoram, é o clímax do prazer.

Não te quero menina educada,
te quero puta e depravada,
calidamente a ferver, sentir arrepios, o sangue arder.
Arranque do teu corpo gemidos que me façam gemer,
a tal ponto e de tal modo que me façam enlouquecer,
Me xingue - sou depravado,
te xingo - sou abusado.
Tarada és, tarado sou.
Fetiches e fantasias?
Sem isso, o que o tesão seria?
A melhor maneira de gozar,
é gozar de todas as maneiras.

..........

⏩Para Platão, é um
perfeito em dois
são dois em um

..........

⏩Perfume de Sodoma
cio de orgia
é o teu aroma.

...........

⏩O teu seio é o verso,
o desejo é a inspiração,
o teu cio, é o poema do universo.

..........

⏩O teu corpo me excita,
a arte é tesão,
é poesia não descrita.

...........

⏩No cio, abrem-se as pernas,
também se abre, o coração apaixonado,
e a alma de flores ternas...

..........

⏩Vês,
a tua nudez
teve vez.

...........

⏩Um mulher sensual
tem cio na alma,
é fêmea fatal.

...........

⏩Não fui sincero,
fui sacana requintado,
nem um pouco tímido,
confundi amor com tesão,
poesia com palavrão,
gritei,
uivei,
gemi,
te virei o avesso,
te avessei no revesso.
Foi oito, foi oitenta,
foi oitenta e oito,
lençol suado, rasgado.
Na falsidade e na mentira,
fui amante sem amor,
fui sacana requintado,
nem um pouco sincero,
não te amei, só te comi,
mas te fiz delirar
e me chamar de "meu amor".